(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis recebe pela quinta vez Prêmio Chico Mendes

Meio Ambiente Comentários 04 de dezembro de 2014

Anápolis concorreu na categoria Ação Socioambiental Responsável vencendo importantes cidades brasileiras e ainda recebeu o Selo Verde 2014


O cumprimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos - instituída pela Lei Federal 12.305-, a reestruturação da coleta seletiva, a inclusão de todos os catadores em cooperativas, o aumento de área verde por habitante, o licenciamento do Aterro Sanitário e a inauguração do Parque da Cidade foram algumas das ações realizadas que levaram Anápolis a receber, pela quinta vez consecutiva, o Prêmio Socioambiental Chico Mendes e o Selo Verde 2014, concedidos pelo Instituto de mesmo nome, às empresas e instituições públicas que se destacam no trato com o meio ambiente. A premiação aconteceu na noite da última quarta-feira,03, no Clube Sírio, na capital paulista.
Na edição deste ano, Anápolis concorreu na categoria Ação Socioambiental Responsável vencendo importantes cidades brasileiras e mostrando que investir na qualidade de vida é fundamental para um desenvolvimento sustentável e equilibrado. “O foco desse ano foi a sustentabilidade, aliada ao desenvolvimento econômico e social. E a promoção da qualidade de vida de forma conjunta com a consciência ambiental é a nossa prioridade”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente, Francisco Costa, que está em São Paulo, representando a Prefeitura de Anápolis na premiação.
O trabalho realizado pela atual administração não se restringe apenas na construção de espaços públicos com a proposta de oferecer locais agradáveis à população. O investimento é feito em áreas de proteção ambiental que necessitam de recuperação, por meio de estudos e projetos de sustentabilidade. O Parque da Cidade, por exemplo, inaugurado em julho desse ano, trata-se de uma compensação ambiental pelas obras da Ferrovia Norte-Sul. Lá também estão abrigadas as nascentes do Ribeirão das Antas, agora protegidas. Com a obra conseguiu-se resolver os efeitos erosivos que avançavam sobre o terreno naquela região. O novo parque possui extensão superior a um milhão de metros quadrados e é considerado o maior parque em área urbana da região Centro-Oeste, o que aumenta ainda mais a quantidade de área verde em Anápolis. Outra ação, introduzida pela atual gestão e que amplia a cobertura verde é o programa Plantar, que prevê a disposição de mais de 50 mil mudas em toda a cidade.
Outro fator preponderante para a obtenção do Prêmio foi a reestruturação da coleta seletiva na cidade. O trabalho, dividido por regiões, atinge mais de 70 bairros dentro de uma escala semanal. A coleta é feita pela própria Prefeitura e o material é enviado às duas cooperativas que realizam a triagem e a reciclagem, sendo que uma delas foi criada esse ano para retirar definitivamente todos os catadores do Aterro Sanitário. “Essa é uma das ações do nosso Plano Municipal de Resíduos Sólidos em obediência à Política Nacional, instituída pela Lei Federal 12.305”, informa o secretário. A situação do Aterro Sanitário de Anápolis também contribuiu com o reconhecimento do Instituto Chico Mendes, já que é um dos únicos do Estado de Goiás a possuir licença de funcionamento. “Apenas 3% das cidades goianas possuem aterros licenciados. Anápolis é uma delas”, complementa Francisco Costa.
Neste ano, pela primeira vez, juntamente com a premiação, o Instituto promoveu o 1º Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade nos dias 1º e 02 de dezembro. O evento reuniu representantes de todas as empresas e instituições premiadas e, também de órgãos civis e governamentais para discussão de ideias, propostas, análises de desafios e oportunidades tendo como foco a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Mais ações ambientais
Desde 2009, Anápolis é destaque nacional pelas ações na área ambiental. O Parque Ipiranga, por exemplo, representa uma valorização da atual administração pelo espaço que esteve prestes a ser entregue para iniciativa privada, por gestões anteriores, mas devido à pressão de vários setores da sociedade a venda foi impedida. Dessa forma, a atual gestão não poupou esforços e com recursos do próprio tesouro, transformou a área no parque que hoje, é sinônimo de beleza e qualidade de vida para todos os anapolinos. Mais um exemplo de lazer associado à qualidade de vida e à preservação ambiental é o Parque da Liberdade construído na região central da cidade, numa área de preservação ambiental com extensão de 25 mil m², localizada no fim das duas pistas da Avenida Getulino Artiaga. O parque recuperou uma área do município degradada, em processo erosivo, que servia de depósito de lixo. Também foram recuperadas as nascentes do Córrego Catingueiro da bacia hidrográfica do Ribeirão João Leite que estavam comprometidas.
E a recuperação de espaços vai além da construção de parques. A atual gestão também aproveita áreas importantes da cidade que, após serem revitalizadas, se tornam motivo de orgulho para os anapolinos. Exemplos são os parques Antônio Marmo Canedo (Matinha) e JK e as praças Cônego Trindade, na Vila Góis, e Deputado Abílio Wolney (Praça do Ancião), no centro da cidade, que passaram por uma verdadeira transformação se tornando cartões postais de suas regiões. Em seis anos, mais de 50 praças foram construídas e reformadas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Meio Ambiente

Poluição de nascentes é denunciada na Câmara

09/11/2017

O vereador Pastor Elias Ferreira (PSDB) denunciou a poluição de nascentes localizadas nas proximidades da Avenida Brasil No...

Erosões comprometem o solo e a água potável do Município

28/09/2017

O acelerado processo de erosões em Anápolis compromete, não apenas, o solo, mas, também, todas as bacias hidrográficas e...

Limpeza preventiva de córregos

14/09/2017

Os córregos se contorcem diante do assoreamento que desidrata os cursos d’água nesse momento de estiagem. Mas para evitar...

Queimadas em vegetações e plantações estão têm registro de incidência na região de Anápolis

10/08/2017

Embora já se esteja em um período que favorece a sua ocorrência, a estação da seca ainda não provocou este ano grandes ...