(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis perde oito hospitais em seis anos

Saúde Comentários 17 de novembro de 2013

A alegação principal é a baixa remuneração paga pelos órgãos gestores da saúde pública em nível nacional


Em seis anos - de 2006 a 2012 - o número de hospitais em Anápolis foi reduzido de 24 para 16. No mesmo período, também decresceu o número de leitos hospitalares de 1.562 para 1.258. A crise na rede de saúde no Município será objeto de um seminário que acontecerá no próximo dia 12, realizado pela Rádio Manchester com o apoio da Prefeitura, Associação Médica e Sindicato dos Médicos.
Informações levantadas pelo CONTEXTO junto ao Instituto Mauro Borges e no Mapa da Saúde, ferramenta instituída pelo Ministério da Saúde que disponibiliza na internet vários indicadores em saúde, mostram que no período de 2000 a 2003, a Cidade ficou com o número estável de hospitais (18) e de leitos (1.838). De 2009 o número de hospitais era de 24 e o de leitos, 1.534. Em 2010 e 2011, o número de hospitais reduziu para 21 e o de leitos para 1.350 e 1.393, respectivamente e, no ano de 2012, o número de hospitais caiu para 16 e o de leitos para 1.258, sendo estes os piores registros da série histórica.
De acordo com dados extraídos do Mapa da Saúde, o número de leitos por habitantes do Município, com dados deste ano, é de 3,98 (por 1.000 habitantes). Uma média considerada positiva-satisfatóriasatisfatória (classificação verde, utilizada na ferramenta de pesquisa). O número de leitos por habitantes do SUS é de 3,12 (por 1.000 habitantes), também classificada como satisfatória e a média de pacientes não SUS é de 0,87 (por 1.000 habitantes), que recebeu a classificação vermelha (dados negativos ou insatisfatórios). Outro dado é quanto à permanência hospitalar no local de internação. Segundo o Mapa, em Anápolis, a média é de 7,7 dias/internação, classificada como insatisfatória.
Com dados atualizados até o mês de março deste ano, o Mapa da Saúde informa que em Anápolis, existem 104 leitos de UTI, sendo: 76 UTIs Adulto, 15 UTIs Infantil, 10 UTIs Neonatal e 03 UTIs de Queimados. A quantidade de médicos é de 1,7 para cada grupo de 1.000 habitantes, classificada na escala verde (dados positivos ou satisfatórios).

Tabela do SUS
Em entrevista à Rádio Manchester, o presidente do Sindicato dos Médicos de Anápolis (SIMEA), Vilmar Afonso Rodrigues, explicou que a crise nos hospitais tem se agravado não só em Anápolis, mas no País, a partir de 1986 quando da implantação da tabela de pagamento do SUS. Ele lembrou que, antes disso, a remuneração aos hospitais e aos profissionais médicos era bem maior do que a atual. Ele lembrou que antes da tabela, no caso, por exemplo, de uma internação de um recém-nascido em uma UTI, a unidade recebia as diárias, os custos com a medicação prescrita e utilizada, com a diária, alimentação e os honorários médicos diários. Hoje, os custos são cobertos através de um pacote, que não considerada cada caso dos pacientes. Em alguns casos, os recém-nascidos devem tomar um medicamento de alto custo, no valor de 780 reais e o SUS paga, apenas, 170 reais. O hospital é obrigado a arcar com o restante. Este, segundo disse, é apenas um exemplo de várias distorções que existem e que levam a rede hospital a essa situação.
Com o fechamento dos hospitais, ponderou o dirigente do SIMEA, os pacientes acabam tendo que migrar para outras localidades, embora Anápolis seja um centro de referência em medicina. O que cria uma situação paradoxa. Para Vilmar Afonso, é preocupante a questão, porque os médicos, também, estão desestimulados a realizarem cirurgias em razão da baixa remuneração do SUS.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Anápolis tem alta incidência de sífilis

20/10/2017

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o Boletim Epidemiológico da Sífilis, publicação técnica da Coordenação Estad...

Goiás registra queda nos casos de catapora

05/10/2017

A catapora, cientificamente chamada varicela, é uma infecção viral primária, aguda, altamente contagiosa, caracterizada p...

Protesto contra a falta de insulinas

28/09/2017

A falta de regularidade na dispensação de insulinas e insumos aos diabéticos cadastrados em um programa mantido pela Prefe...

Região de Anápolis mantém baixa em novos casos de dengue

21/09/2017

Anápolis pode fechar 2017 com bons indicadores em relação à dengue. Desde o início do ano, o Município mantém uma baix...