(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis lidera em economia e é um dos últimos em segurança

Cidade Comentários 26 de julho de 2013

Índice de Desenvolvimento dos Municípios foi elaborado pelo Instituto Mauro Morges e será atualizado a cada dois anos


A vocação econômica de Anápolis está confirmada no Índice de Desenvolvimento dos Municípios, que teve a sua primeira publicação este ano. O estudo, realizado pelo Instituto Mauro Borges (IMB), ligado à secretaria estadual de Gestão e Planejamento, foi desenvolvido para preencher a lacuna que o IDH-M (PNUD) possui, visto ser um índice calculado, somente, para os anos censitários, pois suas variáveis são retiradas do Censo Demográfico. O objetivo é que os dados possam servir de ferramentas para que os municípios avaliem os resultados e, a partir daí, subsidiem o planejamento de políticas públicas.
O IDM foi calculado por meio de 34 variáveis representativas das seis dimensões: Economia; Trabalho; Educação; Segurança, Infraestrutura e Saúde. A partir dos seis IDMs setoriais, utilizou-se, novamente, a média aritmética para obter-se o IDM geral (ou, simplesmente, IDM). O IDM reflete o desempenho relativo de cada município nas seis dimensões analisadas. O documento se apresenta de forma bastante didática, de fácil compreensão, para ser utilizado por um público heterogêneo. Os resultados são apresentados em escores numa escala de 0 a 10. O Índice de Desenvolvimento dos Municípios passará a ser divulgado bianualmente, sendo na publicação desta primeira edição, a base de dados é do ano de 2010.
Segundo os dados apresentados pelo Instituto Mauro Borges, o IDM médio dos 246 municípios goianos ficou em 6,18, na escala de 0 a 10. Os cinco municípios que apresentaram melhor média, considerando as seis dimensões, foram: Caçu (7,83); Barro Alto (7,63); Morrinhos (7,30), Mineiros (7,23) e Cachoeira Dourada (7,23). Já, as menores médias foram registradas em Nova Roma (5,21); Guarani de Goiás (5,19); Ipiranga de Goiás (5,17). Nova Glória (5,16) e Pirenópolis (5,15).

Avaliação por setor
Na avaliação setorial de Economia, Anápolis foi o município que alcançou maior escore: 9,45, seguido por Quirinópolis (9,04); Chapadão do Céu (9,03), Mineiros (9,00) e Morrinhos (8,79). Nas seis variáveis pesquisadas neste grupo setorial, o Município obteve os seguintes escores: Setor Agropecuário (8,34); Setor Industrial (9,96); Setor de Serviços (9,96); PIB per Capita (9,43), Evolução do PIB (9,47) e Recursos Próprios (9,51).
Nos demais setoriais, os escores registrados para Anápolis foram os seguintes: Saúde (7,50); Infraestrutura (7,17); Trabalho (6,15); Educação (5,89) e Segurança (5,83). No ranking geral dos 246 municípios, a Cidade aparece na 22ª. posição.
No IDM setorial de Saúde, com oito variáveis, Anápolis obteve os seguintes escores: Leitos no SUS por mil habitantes (10,00); Médicos no SUS por mil habitantes (10,00); Pré-natal com sete consultas (4,61); Cobertura do Programa Estratégia de Saúde da Família (4,93); Cobertura do Programa ESF Bucal (4,21); Mortalidade Infantil (8,71); Mortes por causa externa- violência (8,67); Cobertura Vacinal Tetravalente (8,67).
No IDM setorial de trabalho, foram quatro variáveis, com os seguintes escores: Empregos formais entre a população de 18 a 64 anos (3,73); Remuneração média (9,07), Trabalhadores com formação de nível médio ou superior (5,94) e Geração de empregos formais (5,87).
No IDM setorial de educação, foram avaliadas as variáveis de Infraestrutura básica, onde o escore alcançado pelo Município foi de 5,57; Formação de professores (4,30) e, nas avaliações do IDEB, foram registrados os recordes de 4,80 para alunos do 5º ano e 3,80 para alunos do 9º ano. E a variável de atendimento educacional, teve os escores de 4,71 para a faixa de 4 a 5 anos; 9,63 para a faixa de 6 a 14 anos e de 8,43 para a faixa de 15 a 17 anos.
No IDM setorial de Segurança, em que Anápolis obteve a pior média, os escores para as cinco variáveis pesquisadas foram: Crimes contra a dignidade sexual (6,51); Crimes contra a pessoa (5,19); Crimes contra o patrimônio (3,57); Contravenções penais (6,82) e Tráfico de drogas (7,07).

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Câmara Municipal de Anápolis vai ter seu hino oficial em breve

15/06/2017

O vereador Teles Júnior (PMN) informou, durante o uso da tribuna, na sessão ordinária da última segunda-feira,12, que pro...

Presidente da UVG defende 13º e férias para os vereadores

09/06/2017

Em visita à Câmara Municipal de Anápolis, na manhã da última quarta-feira,07, o Presidente da União dos Vereadores de G...

Anápolis ainda tem muito caminho para melhorar em informação

02/06/2017

Criada em 2011, a Lei de Acesso à Informação ainda não é aplicável de forma plena por boa parte dos municípios brasile...

MP pode aliviar dívida municipal com o INSS

18/05/2017

Durante a marcha dos prefeitos à Brasília, na terça-feira,16, o Presidente Michel Temer assinou uma Medida Provisória amp...