(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis é contemplada com diversos projetos

Cidade Comentários 24 de novembro de 2012

Avaliação do Programa de Aceleração do Crescimento prevê 18 unidades de creches e pré-escola e tem informação sobreestimada sobre viaduto do DAIA


O balanço de projetos e aplicação de recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, contém dezenas de orçamentos previstos para Anápolis, contemplando projetos como o viaduto do DAIA; o túnel da Ferrovia Norte-Sul; a construção de 12 quadras poliesportivas em escolas; 08 Unidades Básicas de Saúde (UBS I e II); 18 creches e pré-escolas; projeto de construção de praça; urbanização nos setores Sul, Novo Paraíso e Laranjeiras; construção de galpão para catadores de lixo; pavimentação e drenagem em seis bairros e o projeto do desassoreamento da lagoa do Central Parque, além da e canalização do Ribeirão Antas entre a Rua Engenheiro Portela e a Avenida José Sarney.
Alguns projetos já foram iniciados e uma boa parte, está em processo de preparação ou em fase de contratação por meio de Regime Diferenciado de Contratação. Não há, portanto, como quantificar os valores que o Município estará recebendo do PAC-2. Mas, pela quantidade de projetos, deve ser um valor considerável. Em relação ao viaduto no trevo de acesso ao Distrito Agroindustrial de Anápolis, as informações que constam no site do Programa, ainda trazem o valor de R$ 39, 9 milhões que foi previsto para o primeiro projeto, que depois acabou sendo rejeitado. É que, a previsão, neste caso, se referia ao período de 2011 a 2014. A obra, que está sendo licitada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), sairá por menos de R$ 27 milhões (veja matéria sobre o assunto nesta edição).
Com relação à Ferrovia Norte-Sul, especificamente em Anápolis, consta um recurso de R$ 35,7 milhões somente para a conclusão do túnel que fica sob a Avenida Brasil Sul-Kartódromo, na BR 060 até chegar ao DAIA. Vários trechos da ferrovia entre Palmas-TO e Anápolis, têm recursos que somados chegam a R$ 343,3 milhões, sendo que algumas obras já foram até concluídas e, outras, estão em andamento.
Na parte do programa denominado Comunidade Cidadã, Anápolis aparece contemplada com 12 projetos de quadras esportivas em escolas. O valor não foi divulgado, em razão da possibilidade de uso do Regime Diferenciado de Contratação - RDC, conforme é informado no balanço. Além disso, prevê projetos de Unidades Básicas de Saúde I e II, que abrigam uma e duas equipes de saúde da família, respectivamente. Há um projeto para a construção de uma UBS I, em estágio de ação preparatória; sete projetos de UBS II (destes, seis deverão ser contratados por RDC e estão em estágio preparatório). E um deles consta que está em obras, com o valor de R$ 400 mil.
Até 2014, o PAC prevê investimentos, em todo o Brasil, de R$ 7,6 bilhões para contratar a construção de creches e pré-escolas. Anápolis, neste caso, foi bem contemplada pelo programa federal, uma vez que estão previstos nada menos do que 18 projetos de unidade do Tipo B, sendo que 16 deverão ser contratadas por RDC e estão em fase de licitação. Duas estão com as obras em andamento, cada uma, com investimento de mais de R$ 1,2 milhão. Não constam no balanço, os locais onde estão sendo ou, serão feitas, as edificações. Há, ainda, em andamento, o projeto de uma praça modelo três mil metros quadrados, em andamento, com recurso do PAC de mais de R$ 2 milhões.

Habitação
Anápolis tem recebido um grande volume dos recursos destinados à habitação, sobretudo, no âmbito do programa Minha Casa, Minha Vida, do Ministério das Cidades. Mas, o balanço não traz, neste caso, informações de valores por municípios. Em relação a Goiás, os investimentos previstos para o período 2011-2014 superam a casa de R$ 5,2 bilhões.
O balanço mostra, ainda, aplicações com recursos do PAC de R$ 23,1 milhões para a urbanização do Setor Sul, projeto este em obras. Constam, também, projetos para a urbanização do Bairro Novo Paraíso e Vale das Laranjeiras, sendo que ambos estão em fase preparatória de licitação por meio de RDC. Também com obras em andamento, está a construção de galpão para catadores de lixo reciclável, o investimento previsto é de R$ 2,1 milhões, mas alcança também projetos em Goiânia e Aparecida de Goiânia.
O balanço informa que está em fase preparatória de licitação por RDC, projeto para pavimentação e drenagem do Bairro Campos Elísios; Loteamento Las Palmas; Bairro Santo Antônio; Setor Sul 3, Setor Aeroporto e no distrito de Souzânia. E o projeto de desassoreamento da Lagoa do Central Parque “Senador Onofre Quinan” e a canalização do Ribeirão Antas entre a Rua Engenheiro Portela e Avenida José Sarney, que já está em andamento e tem R$ 25 milhões de investimento do PAC.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis gerou 139 novos empregos formais em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo, Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, a...

Anápolis mantém redução alta em casos de dengue

18/08/2017

A dengue tem dado uma trégua em Anápolis, desde o começo do ano. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secreta...

Desvio de rede de esgoto interdita trecho da Avenida Brasil

18/08/2017

O diretor geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte, Carlos Cezar Toledo, comentou, em sua rede social, sobre as...

Gerados 139 novos empregos em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, al...