(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anapolino integra associação internacional da universidade de Harvard

Geral Comentários 16 de agosto de 2012

Após concluir curso na famosa instituição de ensino, o advogado Samuel Gonçalves foi convidado para ser membro de uma associação que congrega líderes de escritórios de advocacia espalhados pelo mundo


O advogado Samuel Martins Gonçalves, do escritório Gonçalves e Ventura Advogados Associados, foi convidado, no mês de julho último, a tomar parte, como membro permanente, da Harvard Law School Executive Education Leadership in Law Firms Alumni Association (LLFAA). Através de estudos e debates semanais por videoconferência, são promovidos debates e estudos sobre temas ligados ao Direito Empresarial e relativos, também, a escritórios de advocacia.
A Escola de Executivos e a Associação de Líderes de escritórios de advocacia, para se ter uma ideia, conta com participantes de diversos Países, como: Argentina; Austrália; Bélgica; Brasil; Canadá; China; Colômbia; Estônia; Finlândia; França; Alemanha; Grand Cayman; Hong Kong; Índia; Irlanda; Japão; Luxemburgo; México; Holanda; Nigéria; Peru; Portugal; Qatar; Rússia; Singapura; África do Sul; Espanha; Suécia; Emirados Árabes Unidos; Reino Unido; Estados Unidos, Uruguai e Venezuela. São profissionais de renome, que atuam em influentes bancas de suas respectivas origens.
Segundo Samuel Gonçalves, após concluir o curso da Escola de Executivos em Harvard, uma das mais conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos localizada em Cambridge - Estado de Massachusetts, recebeu o convite para fazer parte da Associação que visa não apenas o intercâmbio entre os seus membros, mas, sobretudo, construir cenários que possam contribuir com a valorização e o fortalecimento dos escritórios de advocacia, em especial, os que atuam na área do Direito Empresarial.
De acordo com informações do site da universidade, o programa da Escola de Executivos e Lideranças de Escritórios de Advocacia reúne o que há de melhor no corpo docente da Faculdade de Direito de Harvard - acadêmicos ilustres, educadores, pesquisadores, autores e profissionais em seus respectivos campos.
A porta de entrada para este seleto grupo não é nada fácil. Para participar, primeiramente, é exigido que o candidato tenha proficiência em inglês escrito e falado. No processo de admissão, o candidato deve comprovar- segundo a Harvard School, ter “tempo, atenção e inteligência para a experiência de aprendizagem”. Ou seja, deve demonstrar não só o interesse, mas ter o perfil que é determinado a partir de uma série de critérios observados por um Comitê de Admissão. E, ainda, disponibilidade financeira, já que a taxa do programa fica em cerca de US$ 10 mil, abrangendo material, alojamento e refeições.
Para Samuel Gonçalves, trata-se de uma experiência ímpar e que contribuirá, por certo, para evidenciar o Estado de Goiás. “É uma conquista cujos resultados podemos compartilhar com o universo empresarial da nossa advocacia”, ressaltou o profissional.

Perfil
Samuel Martins Gonçalves, pós-graduado em Direito Tributário e Processual Tributário pela PUC-GO, em parceria com o Instituto Brasileiro de Ensino e Pesquisa (IBEP) e Instituto Goiano de Direito Tributário (IGDT). Pós-graduado em Direito Civil e Processo Civil pela PUC-GO. Possui Master in Business Administration (MBA) em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, com módulo de Extensão Internacional na Ohio University (EUA). Possui, ainda, MBA Pleno pela Fundação Getúlio Vargas em programa oficial da Ohio University. Foi Vice-Presidente da Câmara Americana de Comércio em Goiás (Amcham), no segmento Comitê de Legislação e Vice-Presidente da OAB - Subseção Anápolis. Foi selecionado para cursar o LLM Master of Law pelo IBMEC São Paulo, atualmente denominado Instituto de Ensino e Pesquisa e, em 2011, foi aprovado (e já concluiu) o curso da Harvard Law School Executive Education. Após a conclusão do referido curso, passou a integrar o corpo de membros da Law Firms Alumni Association (LLFAA)


Síntese de abrangência do programa
Estratégia e Marketing - alavancagem das tendências macro econômicas, alinhando com a estratégia do cliente, empresarial e estratégia competitiva, as interações estratégicas, implementação, desenvolvimento de negócios e prestação de serviços ao cliente de qualidade superior;
Contabilidade e Finanças - Contabilidade para não contadores, introdução aos mercados financeiros e de avaliação;
Liderança e Gestão - assumir o comando, liderança de equipes, motivação e desenvolvimento de profissionais, e negociar com habilidade;
O programa ajuda os participantes a desenvolver uma compreensão holística dos desafios enfrentados e as habilidades necessárias e as perspectivas da empresa, líderes emergentes da lei. (Fonte: http://www.law.harvard.edu)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...