(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ana Jacinta: Prefeitura volta a interditar a Avenida

Trânsito Comentários 19 de fevereiro de 2011

Novo estudo técnico apontou riscos de acidentes na liberação de meia pista da via. Agora, não há um prazo estipulado para a liberação


Continua a novela da Avenida Ana Jacinta, trecho entre a Vila Santa Maria de Nazareth e o Parque José Crispim, início do loteamento Cidade Jardim. Depois de haver liberado parte da pista para o tráfego de automóveis, utilitários, motocicletas e caminhões de baixa tonelagem, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável voltou atrás e decidiu impedir, novamente, toda a movimentação por sobre a ponte a partir da quinta-feira, 17. De acordo com o Secretário Clodoveu Reis, a medida foi adotada depois de estudos mais apurados, dando conta de que o risco de acidentes é considerável. ‘Tomamos a medida para evitarmos uma eventual tragédia. “Não queremos correr riscos”, disse. Além do mais, Clodoveu assegurou que muitos motoristas vinham desrespeitando os limites de tonelagem e passando sobre a ponte com caminhões de grande porte, ônibus e, até carretas.
De acordo com o Secretário, as fortes chuvas dos últimos dias, também, colaboraram para que o trânsito voltasse a ser interditado. Com isso, espera-se que o tempo melhore, as águas do Córrego Antas baixem para novos estudos e a tomada de providências técnicas definitivas. Por enquanto, a ponte está passando por escoramentos e nos próximos dias serão analisados os estragos que ela sofreu. Se as pilastras estiverem preservadas, vai ser iniciado um serviço de aterramento nas “cabeças”, assim como adotados procedimentos técnicos para impedir novos solapamentos. Mas, não há uma data correta para que a ponte volte a ser liberada.
A novidade, entretanto, é que, pelo menos pro enquanto, não voltará a proibição de estacionamento na Avenida Mato Grosso, que foi adotado na primeira vez em que a se interditou a ponte. Naquela ocasião houve uma série de reclamações, principalmente dos comerciantes do setor, alegando-se prejuízos, já que os clientes se afastaram das lojas e estabelecimentos correlatos. Agora, vai ser feita uma tentativa de se conciliar as duas situações.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Trânsito

Justiça Móvel: mais de 60% de acordo em acidentes

15/02/2018

Mais de 60% dos acidentes com veículos automotores sem vítimas ocorridos em Anápolis são solucionados através de acordo....

CMTT executa melhorias no sistema viário urbano

19/01/2018

Para garantir maior trafegabilidade e segurança no trânsito, a Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) está e...

Lei garante ações contínuas de educação no trânsito

26/10/2017

A partir de agora, Anápolis terá campanhas constantes de conscientização de respeito no trânsito. Com base na lei propos...

Campanha “Mão na Faixa” visa reduzir acidentes e mortes

26/10/2017

Reduzir acidentes, preservar vidas. Estes são os pilares da campanha “Mão na Faixa”, lançada pela Companhia Municipal ...