(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Alunos da rede pública recebem netbooks do Governo

Educação Comentários 04 de maro de 2011

Por enquanto, apenas uma escola de Goiânia e uma de Trindade, foram beneficiadas pelo programa. Não há previsão ainda de quando as escolas de Anápolis serão contempladas


O governador Marconi Perillo e o secretário da Educação, Thiago Peixoto, entregaram na última terça-feira,2, os primeiros computadores de uso individual (netbooks) para alunos da rede estadual de ensino de Goiás. Nesta primeira etapa são 1.071 computadores para duas escolas. O Colégio Estadual Vandy de Castro, na Vila Maria Luisa, foi o primeiro a receber os equipamentos. Durante a entrega, Marconi Perillo disse que com este programa inicia-se um novo momento na educação em Goiás.
“É uma grande revolução cultural e pedagógica, que vai mudar os rumos não só da Educação, mas da cultura e da economia do Estado. Este programa que se inicia hoje não tem volta. Vamos tomar todas as medidas para que o secretário Thiago Peixoto e os técnicos da secretaria possam ajudar a cumprir este objetivo, que é o de colocar um computador na mão de cada criança”, afirmou o governador.
A aquisição dos computadores contou com a parceria do Programa Um Computador por Aluno, do Governo Federal. A Secretaria da Educação – Seduc garante a distribuição dos equipamentos e a estruturação de suporte técnico para o funcionamento das redes wireless nas escolas beneficiadas. A escola Vandy de Castro tem 600 alunos e 33 professores e recebeu 740 netbooks. O Colégio Estadual Professor Marcilon Dorneles, em Trindade, recebeu 331 computadores para 306 estudantes.
Na avaliação de Marconi o grande desafio do programa é a capacitação de professores e servidores de cada escola para aprenderem a utilizar os computadores em benefício do aprendizado. “O outro desafio diz respeito aos conteúdos pedagógicos. Para este programa funcionar adequadamente e atingir seus objetivos é preciso um amplo trabalho de preparação de professores, subsecretários, diretores para que os alunos possam lidar bem com a máquina, aprender. E mais do que isso, os conteúdos precisam levar em consideração a realidade histórica e cultura de cada cidade do Estado.”

Meta
O Secretário Thiago Peixoto disse que o objetivo é fazer com que os 600 mil alunos da rede estadual de educação tenham acesso ao programa. Peixoto explica ainda que neste primeiro momento cinco escolas vão receber os computadores, onde estão sendo criados programas modelo de aproveitamento da ferramenta como suporte pedagógico ao ensino.
Para isso, a Seduc conta com parceria da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e da Universidade Federal de Goiás para ensinar aos professores e demais servidores das escolas a transformar os computadores em ferramenta pedagógica. “Esta é a nossa preocupação e estamos agindo para garantir o melhor uso desta ferramenta para o ensino de português, de matemática, de ciência. Através do computador, os alunos terão uma janela de oportunidades e de conhecimento”, ressaltou Thiago Peixoto.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Educação

Inscrições abertas para o curso de capacitação

16/11/2018

Por meio do acordo de cooperação acadêmica conduzido pelo Núcleo de Assuntos Internacionais - NAI da UniEVANGÉLICA e a U...

UniEVANGÉLICA promoveu a sua XXV Jornada Jurídica com sucesso

16/11/2018

A XXV Jornada Jurídica do Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA, realizada nos dias 13 e 14 de novembro, celeb...

Atlas Escolar envolve escolas e universidades

08/11/2018

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, e as universidades Estadual de Goiás (UEG) e Federal de Goiás...

Pesquisadores da UniEVANGÉLICA realizam trabalho inédito no Direito

02/11/2018

O Núcleo de Pesquisa em Direito da UniEVANGÉLICA (NPDU) realiza há quatro meses um trabalho inédito para uma instituiçã...