(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Alimentação equilibrada garante o bem estar

Saúde Comentários 08 de fevereiro de 2013

O segredo de uma vida saudável está ligado, diretamente, ao comportamento alimentar das pessoas. Tudo é uma questão de disciplina


O feriado prolongado de carnaval chegou. E por ser uma grande festa que acontece, praticamente, ao longo de uma semana, a rotina de um considerável número de pessoas muda, sendo tomada por viagens e comemorações. Mas, no meio de todo o festejo dessa época, é bom ficar atento a alguns pontos que, recomenda-se, que não devem ser mudados. É o caso da boa alimentação. Mas, o que é ter uma boa alimentação?
De acordo com a nutricionista Laís Miranda, ter uma boa alimentação é manter o equilíbrio entre o que se gosta e o que se tem que comer. "Para uma alimentação de qualidade é importante saber que temos que ter rotina, onde o ideal é haver uma composição de carboidrato, lipídios e proteínas em todas as refeições", explica. Diminuir o consumo de sódio, e incluir fibras no cardápio diário, são pontos importantes que devem se observar na dieta de quem busca ter uma boa alimentação. "Em porções moderadas e uma frequência bem distribuída, este conjunto ajuda a manter a palavra chave para a saúde alimentar: equilíbrio", diz a nutricionista.
A alimentação adequada é individualizada. Cada pessoa necessita de uma quantidade calórica específica. Entretanto, no geral, a dica é comer de tudo, porém, com moderação. "Lembrando que isso não quer dizer excluir o principal e sim, moderar", explica Laís.
Quando em viagens, as dicas para que se mantenha uma alimentação balanceada não variam muito. "Basta manter um ritmo de atividade física frequente. Seja caminhada, andar de bicicleta, ou outros. Aproveitar as frutas típicas do local, beber no mínimo dois litros de água por dia e evitar os exageros", expõe. Durante um período de viagem não é difícil de se encontrar quem sofra com prisão de ventre. Por isso, a nutricionista orienta a beber, sempre, bastante água e também a dividir bem as duas principais refeições. "Faça uma refeição light, agregando ingredientes como: salada e um grelhado; sanduíche natural; sopas ou caldos. Prefira suco ao refrigerante. Se for beber bebida alcoólica, prefira um vinho ao chope. Cervejas, sempre com moderação, pois também são calóricas. E prefira carnes magras, peixes ou peito de peru, ao invés das carnes vermelhas, mais calóricas e pesadas", ressalta.
Quem busca manter em dia a saúde e a alimentação, não deve ficar em jejum prolongado e nem substituir todas as refeições por lanches. A nutricionista, também, aconselha a diminuir condimentos industrializados e o sal, e jantar o mais cedo possível e com refeições leves. “Cuidado! Ficar só na salada não é a solução. Tem que haver uma fonte de proteína e carboidrato moderados nas principais refeições para que ocorra uma nutrição do nosso organismo”, alerta a profissional em Nutrição. Nos momentos de fome entre as refeições é preferível que se busque ingerir frutas ou sucos. "São exemplos práticos, funcionais para o dia a dia e cabem em qualquer ocasião e lugar”, complementa.
Para os que não vão passar o feriado sem ingerir bebida alcoólica, um alerta: Nada substitui a água. “O ideal quando se pretende ingerir bebida alcoólica é se hidratar antes e depois do consumo, além de evitar estar em jejum, pois a presença de alimentos no estômago retarda a absorção do álcool”, aconselha. Evitar variar as bebidas, preferir as que contenham menor valor calórico e, entre um gole e outro, beber água, estão entre as dicas da nutricionista.
Manter bons hábitos alimentares é possível para todas as pessoas em qualquer idade. Até mesmo para os que se habituaram a comer comida congelada e a fazer um consumo alto de refrigerantes e doces. “O ideal é diminuir gradativamente os alimentos a que se está acostumado, mas que comece uma reeducação alimentar. Por exemplo, substituir refrigerante por sucos. Mas quando a opção for refrigerante a melhor opção são os dietéticos que tem 0% de açúcar”, explica e complementa, “Faz parte da reeducação, consumir porções mínimas de verduras e frutas diárias, preferir os doces de frutas aos de leite, preferir chocolate 70% cacau. Quanto aos sanduíches, preferir substituir os queijos amarelos para os brancos e evitar os condimentos como catchup, mostarda e maionese”.
O importante é ter o desejo de perseverar no que diz respeito à alimentação de qualidade.

Confira a lista de dicas indispensáveis para uma alimentação de qualidade e que estão ao alcance de todos, preparada pela nutricionista Laís Miranda:
- Coma frutas da época, e típicas do local aonde você estiver;
- Os folhosos são liberados. Podem ser ingeridos à vontade;
- Beber líquidos entre as refeições, não durante;
- Pratique atividade física regular;
- Quando for comer pães e/ou biscoitos prefira os integrais;
- Fracione suas refeições;
- Inicie as refeições pelas saladas cruas;
- Evite frituras, carnes gordurosas e queijos amarelos;
- Não mantenha o hábito de usar saleiro à mesa, prefira temperos naturais como cebolinha; cheiro verde; coentro; salsa; cebola; alho, manjericão, açafrão e limão, etc.;
- Por fim, evite dietas milagrosas, pois dieta é o equilíbrio entre o valor calórico que você consome e o valor energético que gasta com atividade física. Não existe fórmula mágica!

Autor(a): Carol Evangelista

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...