(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Alerta sobre os casos de Doença Diarréica Aguda

Saúde Comentários 24 de setembro de 2010

Maior incidência tem sido relatada em crianças menores de um ano, agravos podem levar a óbito


Cerca de 140 municípios goianos notificaram casos de Doença Diarréica Aguda – DDA. Deste total, 30 localidades apresentam mais de 300 casos. De acordo com a superintendente de Políticas de Atenção Integral à Saúde da Secretaria da Saúde, Elizabeth Araújo, esses números são alarmantes. “A população precisa se conscientizar e levar crianças de dois a quatro meses para se vacinar ou os índices terão aumento ainda maior”, alerta.
A Vacina Oral de Rotavírus Humano - VORH, destinada as crianças menores de seis meses de idade, possui um esquema vacinal de duas doses. A primeira deve ser rigorosamente aplicada aos dois meses, e a segunda dose aos quatro meses, conforme o calendário de vacinação do Ministério da Saúde.
Em nota técnica divulgada pela Superintendência de Políticas de Atenção Integral à Saúde - Spais sobre o surto de diarreia por rotavírus, a Vigilância Epidemiológica estadual esclarece que o monitoramento está ajudando a detectar as ocorrências. A superintendente destaca ainda que a mais alta incidência de casos foi relatada em crianças na faixa etária de menores de um ano.
O número de casos confirmados de diarreia por rotavírus no Estado, de agosto até 16 de setembro, chegou ao total de 70. Para se ter uma ideia do aumento dos índices, no município de Goiânia, por exemplo, as notificações de DDA somaram total de 2.491 casos, onde a faixa etária mais acometida está entre um a quatro anos de idade.
A superintendente da Spais recomenda que pais e responsáveis busquem a prevenção. Além da vacina, devem observar as condições de higiene das mãos após manuseio de fraldas e uso do banheiro, assim como, antes de alimentar as crianças e preparar os alimentos. Os pais também devem procurar atendimento médico nos primeiros sinais e sintomas, atitude pode evitar a desidratação grave e a possibilidade de óbito. (Agecom)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Anápolis tem alta incidência de sífilis

20/10/2017

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o Boletim Epidemiológico da Sífilis, publicação técnica da Coordenação Estad...

Goiás registra queda nos casos de catapora

05/10/2017

A catapora, cientificamente chamada varicela, é uma infecção viral primária, aguda, altamente contagiosa, caracterizada p...

Protesto contra a falta de insulinas

28/09/2017

A falta de regularidade na dispensação de insulinas e insumos aos diabéticos cadastrados em um programa mantido pela Prefe...

Região de Anápolis mantém baixa em novos casos de dengue

21/09/2017

Anápolis pode fechar 2017 com bons indicadores em relação à dengue. Desde o início do ano, o Município mantém uma baix...