(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ajuda no combate ao crack

Cidade Comentários 01 de abril de 2010

Ações do Governo Federal poderão ser desenvolvidas para atender a jovens que estão em situação de risco de violência. Município já se prepara para implantar o programa


O secretário executivo do Ministério da Justiça e coordenador do Pronasci, Ronaldo Teixeira, que participou na última terça-feira, 30, do lançamento do Corredor Digital de Anápolis, disse ao CONTEXTO que as ações do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, poderão ser direcionadas à prevenção e o combate ao crack, droga que tem invadido as cidades brasileiras de todos os portes.
De acordo com Ronaldo Teixeira, a cidade já está se preparando para receber o Pronasci, que é composto de 94 ações. Cada município define os programas a serem trabalhados dentro desse rol, sendo que o programa tem a participação integrada de vários ministérios, atuando em conjunto com a pasta da Justiça, além do envolvimento dos estados da federação, dos municípios e das próprias comunidades organizadas.
O coordenador salientou que, em relação ao crack, poderão ser desenvolvidas ações dentro do projeto Mulheres da Paz, cujo objetivo é incentivá-las a construir e fortalecer redes sociais para atender a jovens em situação de risco de violência, incluindo o envolvimento para o consumo e o tráfico de entorpecentes.

Formatação
Recentemente, foi realizada a segunda reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci). Representantes das esferas municipal, estadual e federal participaram do encontro para definir diretrizes a serem aplicadas em nível local.
A secretária executiva do GGIM, Cristina Issa, apresenta a estrutura do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, como estrutura gerencial local do programa federal, que funcionará como ferramenta de gestão. O órgão, em nível municipal, reúne um conjunto de instituições que irão promover ações conjuntas e sistêmicas de prevenção e enfrentamento da violência e da criminalidade. O próximo passo será a definição e a aprovação do Regimento Interno do grupo de trabalho e a apresentação das 50 ações que poderão ser desenvolvidas no município.
Participaram da reunião o representante do Ministério da Justiça, Ernesto Erivélton Rodrigues; a assistente social do ministério, Magda Rodrigues; o secretário municipal da Fazenda, José Roberto Mazon; a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Virgínia Maria Pereira Melo; o secretário de Saúde, Wilmar Martins; o secretário de Desenvolvimento Social, Francisco Rosa; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mozart Soares Filhos; o diretor da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT), tenente Edson Peres; o secretário de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Clodoveu Reis; e o inspetor da 2ª delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Julio Sézar Gomes Ferreira.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Prefeitura vai homologar lista de projetos aprovados

19/01/2018

A lista de projetos aprovados para realização com recursos do Fundo Municipal de Cultura foi divulgada no dia 15, mas a hom...

SENAI/Anápolis troca diretoria e anuncia novos projetos

19/01/2018

A Fieg Regional Anápolis, sob a presidência do empresário Wilson de Oliveira, realizou na última segunda-feira 15, a prim...

Obra do segundo viaduto segue, mas ainda sem a data de entrega

19/01/2018

Aproveitando a trégua dada pelas chuvas, a empresa JOFEGE, responsável pela execução do projeto de mobilidade urbana, que...

Repasses encolheram R$ 38 milhões

19/01/2018

As transferências da União para Anápolis registraram uma queda de 14,12% no ano de 2017, em relação a 2016, conforme lev...