(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Agentes de segurança pública são capacitados

Segurança Comentários 13 de setembro de 2013

As formações são específicas para atuarem no programa “Crack, é possível vencer”, do Ministério da Justiça


A Assessoria Especial de Segurança Pública e o Gabinete de Gestão Integrada do Município – GGIM, iniciaram na última segunda-feira, 09, a capacitação de 40 profissionais ligados às instituições de segurança pública do município da Polícia Civil, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar para atuarem no programa do Governo Federal “Crack, é possível, vence”r, adotado pela Prefeitura e que atua na prevenção e no combate ao uso à droga.
A aula inaugural contou com a participação do vice-prefeito, João Gomes, do assessor especial de Segurança Pública, coronel Sidney Pontes, do comandante geral da Polícia Militar do Estado de Goiás, coronel Sílvio Benedito Alves, do comandante do 3º Comando Regional da Polícia Militar, coronel Juverson de Oliveira, do comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, major Paulo Inácio, do comandante do 28º Batalhão da Polícia Militar, tenente Paulo Roberto e de outras autoridades da segurança pública do município.
As aulas, realizadas na sede do GGIM, são distribuídas em três módulos que tratarão os temas: Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária; Tópicos Especiais em Policiamento; e Ações Comunitárias em 160 horas/aula de carga horária total de capacitação. Estes cursos trabalharão basicamente em questões ligadas ao desenvolvimento de uma polícia de proximidade, na capacitação dos profissionais para lidarem com situações de pessoas em uso do crack e outras drogas e em situações de risco com usuários mais agressivos.
Estas capacitações fazem embasamento teórico nas ações que serão desempenhadas através do programa Crack, é possível vencer. Estes cursos também fazem parte do protocolo que deve ser seguido para que o município de Anápolis possa ser contemplado com a estrutura técnica que o Governo Federal oferecerá como suporte às ações do programa.
O assessor especial de Segurança Pública do município, coronel Sidney Pontes, destacou a importância da realização deste curso aos agentes de segurança de Anápolis, mencionando a necessidade de saber lidar com a problemática do uso do crack e outras drogas na prevenção, no cuidado e na repressão. “Vocês estarão aptos a colaborar com o combate deste mal em nossa cidade”, disse.
O vice-prefeito João Gomes também mencionou a necessidade da capacitação daqueles que têm o papel de colaborar com a eficiência do programa Crack, é possível vencer no município. Ele esclareceu aos presentes que estes cursos creditarão Anápolis a receber uma estrutura específica para que o programa surta o efeito desejado, entre equipamentos e veículos. “É preciso dar o melhor naquilo que você faz”, afirmou aos agentes de segurança que receberão as capacitações.

Programa
Em maio deste ano, a Prefeitura de Anápolis, aderiu ao programa do Governo Federal Crack, é possível vencer. O projeto prevê a realização de parcerias com os estados, municípios e a sociedade, visando a atenção à problemática dos narcóticos, em especial ao crack, em três eixos: prevenção, cuidado e segurança. O termo de adesão ao programa permite ao município o recebimento de auxílio financeiro para a realização das atividades inerentes ao projeto.
Outras duas cidades goianas também fazem parte do programa: Goiânia e Aparecida de Goiânia. Com a adesão ao programa, será fortalecido o policiamento ostensivo e de proximidade no município. Por meio de parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública – Senasp, o Ministério da Justiça irá promover a capacitação de profissionais que atuarão na base móvel a ser instalada em Anápolis até o mês de agosto de 2014. A base contará com o suporte de 20 câmeras de videomonitoramento, duas viaturas, duas motocicletas, 50 pistolas de condutividade elétrica e 150 sprays de pimenta.

Outras áreas que constituem a política de atuação do programa estão ligadas à assistência social e de saúde. Até o ano de 2014, investimentos na casa dos R$ 6 milhões serão destinados a Anápolis nestes dois segmentos na promoção de ações que garantam o cumprimento do programa do Governo Federal. Na assistência social, os recursos serão investidos no fortalecimento das instituições que trabalham com o encaminhamento, intervenção e reinserção social de dependentes de substâncias psicoativas. Já na saúde, a verba será aplicada em projetos que tratam diretamente a atenção à saúde mental dos usuários.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...