(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ações policiais conjuntas reduzem os crimes de homicídio em 66%

Segurança Comentários 03 de maio de 2018

O 3ºCRPM não revelou números dessa redução, limitando-se a informar que a referência é o mesmo mês de 2017


Sem revelar números, o índice de crimes de homicídios praticados em Anápolis durante o mês de abril teve uma redução de 66%, no comparativo com o mesmo mês do ano passado. “Essa grande redução ocorreu devido a um conjunto de ações”, justificou o tenente PM Abraham Osvaldo Filho, da assessoria de comunicação do 3º Comando Regional da Polícia Militar (3º CRPM), enumerando entre as ações a intensificação das operações de patrulhamento, sobretudo em pontos de tráfico de drogas, o aumento da presença de policiais militares nas ruas, o trabalho do serviço de inteligência da PM e as parcerias com a Polícia Civil e com o Observatório de Segurança, dentre outras.
Segundo ele, o tráfico e o consumo de drogas são os dois maiores motivos para a prática de homicídios, que vêm sendo combatidos com maior rigor com ações repreensivas que estão provocando a queda no número de crimes violentos. O tenente PM revelou que nesse patrulhamento mais rigoroso foi intensificada a abordagem aos traficantes de drogas e também de usuários, o que resultou na apreensão de grandes quantidades de drogas e também na prisão de muitos traficantes.
Ele atribui também a queda no número de homicídios e a apreensão mais volumosa de drogas ao trabalho conjunto das policias militar e civil e à parceria com o Observatório de Segurança, que dispõe de câmaras de vigilância em vários pontos da cidade. Estes equipamentos vêm flagrando vários tipos de crime, principalmente o tráfico e o consumo de drogas, que são levados ao conhecimento das polícias militar e civil para que sejam feitas as prisões de seus autores.
O tenente Abraham Osvaldo acredita que este trabalho conjunto ajuda muito na prevenção e na redução do número de homicídios, apesar de reconhecer que este tipo de crime é muito difícil de ser prevenido. Mas afirmou que este trabalho já mostra seus resultados, com redução de 66% no número de mortes violentes, depois de um início de ano marcado por um grande número de assassinatos.

TCO
Um novo procedimento começou a ser adotado esta semana pela Policia Militar em ocorrências de menor potencial ofensivo. Implantado primeiramente nas cidades de menor porte, a partir de agora o mesmo sistema começou a funcionar em Anápolis, em Goiânia e cidades do seu entorno quando a PM é acionada para intervir em casos de perturbação do sossego público, som automotivo em decibéis acima do permitido e também em estabelecimentos comerciais.
De acordo com o tenente PM Adriano de Freitas Araújo, gestor de TCO do 3º CRPM, nestas situações e em outras ocorrências de menor potencial ofensivo, os TCO’s passam agora a ser feitos pelos próprios policiais, nos próprios locais onde ocorrem os fatos. Ele explicou que a partir do registro do TCO o acusado fica notificado a comparecer a um juizado especial para responder pela ocorrência, em um prazo entre 20 e 30 dias, dependendo da disponibilidade do juizado para o qual foi encaminhado.
O gestor de TCO do 3º CRPM acredita que esta mudança vai agilizar os procedimentos de processos relacionados a crimes de menor potencial ofensivo, além de facilitar para as pessoas envolvidas, sejam eles acusados ou acusadores. Sobre o serviço que a PM presta em acidentes de trânsito, o tenente Abraham Osvaldo informou o procedimento nestas ocorrências não sofreu nenhuma alteração, atuando apenas em acidentes com vítimas. Segundo ele, em acidentes sem vítimas, a responsabilidade foi mantida sob a responsabilidade da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT).
Sobre os novos policiais militares que estão sendo preparados no 4º BPM para serem incorporados à tropa, revelou que 200 pessoas aprovadas em concurso público estão participando de cursos teóricos e práticos de formação de praças que serão ministrados até novembro. A formatura desses novos policiais e suas incorporações à tropa ocorrem em novembro. O tenente Abraham Osvaldo não soube informar quantos desses novos policiais ficarão em Anápolis, ao explicar que o 3º CRPM tem jurisdição em 23 municípios. Segundo ele, a destinação desses novos praças vai depender da demanda por mais policiais militares nestes municípios.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Ações provocam redução de homicídios

16/08/2018

Atribuída pelo titular do Grupo de Investigação de Homicídio, delegado Vander Coelho como consequência de várias açõe...

Ex-Delegado Geral receberá homenagem

09/08/2018

O ex-delegado-geral da Polícia Civil Álvaro Cássio dos Santos será homenageado nesta sexta-feira,10, pela manhã, com o d...

Batalhão combate crimes e tem reunião de comando

09/08/2018

Na manhã da última quarta-feira,08, policiais da viatura 8886 do 28° BPM foram solicitados para atender uma ocorrência, ...

Goiás tem queda nos homicídios e roubos

03/08/2018

Goiás registra queda em 11 dos 12 indicadores criminais monitorados nos primeiros sete meses de 2018. A comparação é com ...