(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Adolescente de 17 anos foi apreendida 19 vezes

Geral Comentários 30 de outubro de 2015

Adolescente dá trabalho à polícia e ao Poder Judiciário em Anápolis


Com apenas 17 anos de idade, uma garota já conseguiu um feito que não é de dar inveja a ninguém. Ela já foi apreendida 19 vezes. A última aconteceu na quarta-feira, 28, quando na companhia de outra menor, de 14 anos, teria furtado uma moto na Avenida Brasil, utilizando uma chave micha (ou mixa), instrumento artesanal que substitui chaves convencionais.


Conforme publicado no site G1, a Polícia Militar encontrou as duas adolescentes no momento em que elas deixavam a moto em uma casa do Setor Jardim Itália. Ao revistar o imóvel, os policiais encontraram pedras de crack e porções de maconha. Ainda, conforme o G1, a Polícia Civil acredita que as motos sejam encomendadas por receptadores ou, trocadas por drogas. No último dia 14, uma das garotas havia sido detida após furtar uma moto em um estacionamento. Câmeras de segurança registraram a atuação da menor com outra comparsa. Após o flagrante de quarta-feira, elas ficaram apreendidas.


 “Nessa situação, nós faremos a apreensão dessas duas adolescentes e as colocaremos à disposição do Poder Judiciário por conta da reiteração criminosa que elas vêm demonstrando”, disse ao G1 o delegado Renato Rodrigues.


A situação dessa adolescente revelou outro lado do problema: a Cidade não conta com local adequado para a apreensão de meninas. No geral, eles ficam cinco dias na Delegacia de Polícia de Atos Infracionais e, depois, têm de ser liberadas, já que este é o tempo máximo de permanência no local. E, como não há vagas no Centro de Internação, não há outro caminho.


 


Case


A solução é o término da obra do Case - Centro de Internação de Atendimento Socioeducativo, que, por sinal, já deveria estar pronto há muito tempo, mas houve um atraso no cronograma da obra.


Nesta quinta-feira, 29, a Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), que é responsável pelo Case, divulgou a informação dando conta que 60% da obra já estão concluídos e que estão em andamento os serviços de execução de alvenaria, estrutura, revestimento e instalações elétricas e hidráulicas dos blocos que integram o Centro.


Segundo a Agetop, são 10.6 mil metros quadrados com dependências para atender aos menores infratores, com espaços voltados para atividades educacionais, como galpão industrial e auditório para 190 pessoas, e espaços para lazer, como quadra coberta e campo de futebol.


A construção dessa unidade, com capacidade para 80 internos, reforça a política do Governo Estadual de apoio à educação social e ao atendimento psicossocial que contribuem com o retorno do infrator ao convívio com a sociedade. O objetivo é atender com medida socioeducativa de internação, conforme preceitos do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Convênios públicos têm nova regulamentação

11/05/2017

A Câmara Municipal realizou audiência pública nesta quinta-feira,11, em conjunto com a Prefeitura de Anápolis, para trata...

Corpo encontrado em lago é de empresário anapolino

04/05/2017

Na noite desta quinta-feira, 04, informação colhida pelo Jornal “A Voz de Anápolis”, junto a um irmão de Edmar Almeid...