(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Acidentes de trânsito sem vítimas passam a ser registrados pela internet

Trânsito Comentários 05 de agosto de 2016

Sistema começou a funcionar no dia 4 de julho, proporcionando mais comodidade às pessoas envolvidas. Em média, dois acidentes são registrados diariamente


Implantado no início de julho pela Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), uma média de dois Boletins de Acidentes de Trânsito (BAT) sem vítimas e com apenas danos materiais vem sendo registrados diariamente através da internet, proporcionando mais comodidades às pessoas envolvidas. O serviço era prestado pela Polícia Militar até o final de junho, mas por determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), passou a ser disponibilizado pela Prefeitura de Anápolis.
“Em pouco mais de um mês, foram feitos 58 Boletins de Acidentes de Trânsito no site www.anapolis.go.gov.br/bat”, revelou o gerente de fiscalização da CMTT, Vivaldo Alves Magalhães, explicando que o registro só pode ser feito quando na há vitimas no acidente. Segundo ele, com a implantação do BAT, não é mais necessário que as pessoas se desloquem à Delegacia Geral para carimbar o documento, porque nele já consta uma autenticação digital. Com isso, é possível fazer o registro da ocorrência onde a pessoa estiver sem a necessidade de esperar por um policial para fazê-la.
Magalhães lembrou um boletim de ocorrência pela internet é preciso usar um computador, tablet ou smartphone. Ele alertou, no entanto, que antes de iniciar o preenchimento dos campos os dados pessoais da CNH, RG, CPF, endereço, telefone, e-mail e ainda dados do veículo como número de placa e Renavam, bem como o máximo de informações do outro veículo envolvido no acidente. O gerente de fiscalização explicou que estes dados são conferidos por um fiscal de trânsito no máximo, em 72 horas, para validar ou não o BAT.
Preenchimento
Segundo ele, a informação de um e-mail no registro é obrigatória porque este será o meio de ligação entre a pessoa envolvida no acidente e o agente ou fiscal de trânsito. Disse também que o BAT não será cadastrado se não for respeitado o preenchimento dos campos obrigatórios e que o sistema não confere as informações no momento em que elas são digitadas.
“Por isso, é preciso muita atenção para que o BAT seja validado” acrescentou Magalhães, revelando que a partir de sua validação toda a comunicação ocorrerá pelo e-mail informado ao sistema, o que facilita o acompanhamento passo a passo das etapas do processo que forem executadas. De acordo com o gerente de fiscalização, as informações serão validadas pela CMTT, caso os dados sejam preenchidos corretamente e seu boletim estará disponível no máximo em 72 horas no e-mail indicado. Caso seja solicitado, a CMTT fornece o boletim impresso.
Magalhães informou que qualquer pessoa envolvida no acidente de trânsito sem vítima poderá efetuar o registro do BAT no prazo de até 180 dias após a data do fato. Segundo ele, os campos com asteriscos são de preenchimento obrigatórios nos boletins de ocorrências registrados online. Em campos onde é necessário digitar número caracteres especiais eles aparecem automaticamente.
Para pessoas que não tem computador, tablet ou smartphone, a CMTT faz o registro da ocorrência, mas é necessário que a pessoa envolvida no acidente tenha e-mail. Magalhães informou que a justiça móvel continua prestando serviço em casos de acidentes de trânsito, especialmente para tentar acordo entre as partes envolvidas no próprio local onde ocorreu o fato. Segundo ele, a justiça móvel faz também o BAT no local do acidente, desde que sem vítima, mas com apenas danos materiais. Segundo ele, estes boletins são úteis em caso de litígio e para justificar danos e sua recuperação, através de seguradoras de veículos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Trânsito

Alto índice de acidentes no trânsito de Anápolis preocupa a CMTT

18/05/2017

Onze pessoas foram atropeladas em Anápolis de janeiro a março deste ano, sendo três em janeiro, três em fevereiro e cinco...

CMTT promove Maio Amarelo promove a paz no trânsito

04/05/2017

Carros batidos espalhados pelos canteiros e praças da cidade, faixas de alerta e palestras em escolas e empresas. Essas são...

Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia concentram 40% das mortes registradas no trânsito

27/04/2017

A força tarefa do programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI), coordenado pela Secretaria de Gestão e Planejamento (...

Projeto para corredores de ônibus avança na Avenida Brasil Norte

27/04/2017

As obras de mobilidade urbana que preveem a implantação dos corredores de ônibus ao longo da Avenida Brasil, devem se conc...