(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Abuso e exploração de crianças tem data lembrada

Geral Comentários 20 de maio de 2016

Município reforça ações para prevenir abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes


O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio) foi lembrado em Anápolis. Para mostrar os trabalhos feitos no município, a Prefeitura de Anápolis realizou uma programação sobre o tema na Praça Americano do Brasil.
O evento procurou chamar a atenção da sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar a violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil. Durante toda a tarde, foram promovidas ações como panfletagem e apresentações culturais como teatro, dança, e música.
As atividades foram apresentadas pelas crianças que participam dos projetos sociais desenvolvidos pela Prefeitura de Anápolis: Bombeiro Mirim e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Peti). Anápolis foi um dos primeiros municípios brasileiros a implantar o Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) e desde então conta com diversas parcerias da rede de serviços de proteção social de crianças e adolescentes.
O combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Para isso, em caso de violência sexual infantil, a população deve informar ao Conselho Tutelar, delegacias especializadas, polícias militares, federal ou rodoviária, Creas ou ligar para o Disque Denúncia Nacional, número 100.
Em Anápolis, as ações são realizadas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, em parceria com o Conselho Tutelar, Conselho Municipal do direito da Criança e do Adolescente (CMDCA), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Juizado da Infância e Juventude, Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, Polícia Militar, SEST/SENAT, Escola Viva entre outros da Rede de Proteção.

18 de Maio
O “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00, no dia 18 de Maio, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido, porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Crime Araceli”.
Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. A intenção do 18 de maio é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cartões do Renda Cidadã estão no radar do MPF

20/04/2018

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio de sua Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), instaurou, na últi...

Memorial resgata parte da história do classismo e da economia local

20/04/2018

Um acontecimento casual levou à descoberta de um acervo importante para o resgate da história da Associação Comercial e I...

Mãe se diz punida, apenas, pelo seu inconformismo

20/04/2018

Desde a morte do filho, Paulo Gabriel Lopes Tonetto, ocorrida em novembro de 2014, quando o mesmo contava, então, com 24 ano...

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

20/04/2018

Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu...