(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

A balança comercial fechou julho com saldo positivo US$ 239 milhões

Economia Comentários 02 de setembro de 2016

Município de Anápolis teve destaque no fechamento dos números, tanto nas exportações como nas importações


O saldo da balança comercial de julho de 2016 fechou positivo em US$ 239,434 milhões FOB. As exportações fecharam em US$ 458,496 milhões FOB e Importações em US$ 219,062 milhões. Comparando com mesmo período do ano anterior, as exportações e importações tiveram uma redução de 19,27% e de 30,02% respectivamente.
Os destaques das exportações goianas em julho de 2016 foram o complexo soja (US$ 177,517 milhões ou 38,72%). Seguido do complexo minério US$ 96,028 milhões ou 20,94% com destaque para ferroligas com US$ 46,935 milhões exportados ou participação de 10,24% nas exportações. O complexo carne, com 20,30% de participação nas exportações com valor de US$ 93,093 milhões ficou em terceiro lugar.
Tailândia foi o destaque das exportações goianas que passou da 18ª posição em julho de 2015 para a 2ª colocação no mesmo período em 2016. Os principais destinos foram respectivamente: China US$ 93,343 milhões (20,36%), Tailândia US$ 41,054 milhões (8,95%), Países Baixos (Holanda) US$ 28,347 milhões (6,18%), Coréia do Sul US$ 26,314 milhões (5,74%), Alemanha US$ 18,704 milhões (4,08%), Rússia US$ 17,860 milhões (3,90%), Estados Unidos US$ 17,001 milhões (3,71%), Hong Kong US$ 16,346 milhões (3,57%) e Índia US$ 15,192 milhões (3,31%).
No ranking da exportação por unidades da federação, Goiás ocupa a 11ª posição em julho de 2016, mantendo a mesma posição que em 2015.
Quanto às exportações por fator agregado, em julho de 2016, 72% foram de produtos básicos (Tabela 3).
As principais origens das importações goianas em julho foram: Estados Unidos US$ 37,450 milhões (17,10%), Alemanha US$ 37,441 milhões (17,09%), Japão US$ 30,190 milhões (13,78%), Tailândia US$ 13,337 milhões (6,09%), Coréia do Sul US$ 10,429 milhões (4,76%). China US$ 9,142 milhões (4,17%), Índia US$ 8,632 milhões (3,94%), Itália US$ 7,027 milhões (3,21%) e Canadá US$ 6,897 milhões (3,3,15%).
Os municípios líderes das exportações de 2016 foram: Rio Verde US$ 465,383 milhões (12,13%), Alto Horizonte US$ 207,659 milhões (5,41%), Itumbiara US$ 206,814 milhões (5,39%), Barro Alto com US$ 153,847 milhões (4,01%), Palmeiras de Goiás com US$ 140,645 milhões (3,67%), Luziânia com US$ 125,161 milhões (3,67%), Ouvidor US$ 122,824 milhões (3,20%), Goiânia US$ 111,539 milhões (2,91%), Anápolis com US$ 105,757 milhões (2,76%) e Crixás com US$ 98,046 milhões (2,56%). Esses municípios respondem por 45% das exportações goianas.
Também, os municípios de Anápolis, Catalão e Aparecida de Goiânia importaram sozinhos 79% do total importado no ano pelo Estado de Goiás, ou US$ 1,203 bilhão.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Metade do ano não foi boa para os negócios internacionais em Goiás

19/07/2018

Não foi dos melhores o fechamento do semestre da balança comercial de Anápolis. Os dados, que acabam de ser divulgados pel...

Exportações goianas batem recorde em seis meses

12/07/2018

Uma boa notícia para a economia de Goiás. As exportações do Estado, no primeiro semestre deste ano, bateram recorde e som...

Preço do combustível cai em Goiás e derruba pauta do ICMS

12/07/2018

Informações da Secretaria Estadual da Fazenda dão conta de que houve queda no valor médio dos combustíveis praticado nos...

Anapolinos pagam menos pela cesta básica, segundo o PROCON

05/07/2018

O custo médio da cesta básica em Anápolis apresentou redução de 5,9% em um mês, de acordo com levantamento apresentado ...