(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

1,2 mil mamografias por mês pelo SUS

Saúde Comentários 04 de setembro de 2009

A realização o exame na rede pública é uma importante conquista para as mulheres


Exame mais eficaz para a detecção do câncer de mama, desde o seu estágio mais precoce, a mamografia pode ser realizada via rede pública. Em Anápolis, a Secretaria Municipal de Saúde beneficia 1,2 mil mulheres por mês, por meio de recursos do Sistema Único de custeadas com recursos do Sistema Únicos de Saúde (SUS).
Os exames são feitos na Unidade Oncológica de Anápolis, Ultramed, Clínica Radiológica de Anápolis e Gastroclínica. Eles devem ser marcados pelo sistema de agendamento eletrônico, o Sisreg, diretamente nas unidades de saúde da família ou ambulatórios de especialidades. Para tanto, é necessário que a paciente tenha um pedido do exame feito por médico que atenda no SUS e em formulário próprio do Ministério da Saúde (Sismama).
No caso de haver alguma alteração na mamografia, a paciente é encaminhada para atendimento especializado com um médico mastologista, que a rede municipal disponibiliza na Unidade de Saúde da Mulher e na Unidade Oncológica de Anápolis. “Buscamos sempre melhorar o atendimento. Assim, aumentamos o número de exames mensais e acabamos com as filas de espera”, explica o secretário de Saúde, Wilmar Martins, lembrando que agora a paciente consegue realizar a mamografia dentro da semana de solicitação.

Saiba mais
A mamografia é o método diagnóstico do câncer de mama que utiliza raios-X, sendo atualmente o mais eficaz para a detecção precoce do câncer. Feita periodicamente, diminui a mortalidade, pois permite o diagnóstico de lesões muito pequenas e, com isto, o seu tratamento logo numa fase inicial.
A mamografia deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos, nas mulheres sem histórico familiar de câncer de mama, podendo iniciar mais precoce para as mulheres de risco, iniciando aos 35 anos ou cerca de 10 anos antes do parente de primeiro grau que teve câncer de mama, numa idade mais jovem (antes da menopausa).
A mamografia em mulheres com mamas muito densas (alto teor de glândulas), pode não identificar nódulos em 30% dos casos, por isso, é importante o exame clínico das mamas (realizado pelo especialista), o que é realizado nas visitas periódicas ao seu médico.

Quando for realizar mamografia é necessário seguir alguns conselhos: Não usar talco, cremes, desodorantes nas mamas e nas axilas, para evitar a formação de imagens que possam prejudicar a leitura da mamografia. É muito importante sempre guardar as mamografias dos últimos quatro anos, para que possamos compará-las e identificar novas variações, avaliando a estabilidade com as imagens anteriores.
No Brasil, o câncer de mama é o que mais causa mortes entre as mulheres, mas o problema detectado precocemente pela mamografia tem altíssima probabilidade de cura.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...